sexta-feira, 2 de março de 2007

Aventura na Serra - Minas das Sombras

Olá combada,


Este vosso amigo deve ser maluquinho dos pirulitos. Foi prá Serra do Gerês, com chuva e vento forte. Na verdade o boletim dava aguaçeiros fracos...não se pode confiar nos rapazes da metereologia! Deixei o Jipe perto do início do trilho, a ponte da Ribeira da Peneda, na Chã de Suzana. O trilho estava bem marcado e era bem bonito, sempre ao lado da ribeira. Prados a salpicar o vale e nada de chuvas fortes, ou ventos. Quase 3 horas a andar, até que no Vale da Ribeira das Negras...caíu-me tudo em cima, chuva fria a granel, vento forte, o chão a ficar ensopado...!Ao chegar ao prado desse vale estava uma raposa de rabo listado, bem gorda por sinal, acabou por fugir quando me viu. Há por ali um abrigo feito em pedra e escavado no chão que serviu para eu trocar de camisola e comer algo na pressa, já que queria regressar a tempo. Decidi bastante mal, regressar pela Sesta de Lamalonga que me parecia mais rápida. Mas infelizmente já tinha andado de mais...estava paralelo com as Minas dos Carris(sei agora), e quando virei para sul, todos os pontos de referência foram pró galheiro. Acresce que só via 50m à frente do nariz, e a maior parte do tempo nem podia virar a cara, pois a chuva doí-a na face. As mãos congelaram e só conseguia abrir a mochila com os dentes. Andei completamente perdido durante quase 3 horas, andando em círculos `volta dos 1517m do Pico da Nevosa(sei agora). Era só "Me, My God and I". Finalmente, depois de usar a bússola e ver o mesmo marco de fronteira pela 3º vez, consegui atinar pelo mesmo caminho de volta. O problema é que agora estava a ficar esgotado e a noite caiu. Duas horas às escuras a tentar encontrar 30cm de trilho no meio de milhões de toneladas de granito. Foi um esforço chegar ao Jipe. Mas que bem me soube, que bem me soube. Foram 9h a andar, e 6 delas em condições lastimosas. Valeu a experiência e a aprendizagem de erros que não se devem cometer.


Abraços












Cool Slideshows



2 comentários:

pedro silva calcantes disse...

olá Alex.
Ainda estás vivo???????
Depois da tua ultima caminhada nas condições que descreves no teu blog,não deve ter sido fácil, e sozinho ainda pior, mas assim tambem ser para ver as nossas capacidades, mas sempre com cuidado.
Relativamenta á caminhada para o dia 18 tambem podemos optar pela tua ideia, mas ficam no ar as duas opções e n dia decide-se, até pode ser que se cegue aos carris em boa hora e dar tempo para descer pela lagoa do marinho, se chegar-mos aos carris um pouco tarde descemos por um trilho mais a direito e a lagoa do marinho fica então para a proxima.
que caminhada é esta do dia 8 de Abril????????

p s calcantes disse...

Só falta mais uma coisa, os calcantes ficam á espera de um precurso para o mês de abril, aquel que eu te tinha pedido para dares uma ideia.
Até breve grande mestre sem cabelo................